Qual o melhor horário para malhar

Será que existe um horário em que queimamos mais calorias ao fazer exercícios físicos?

Imagem
De acordo com o personal trainer da Sabrina Sato, Marcio Lui, não há estudos científicos que comprovem e o que todos já sabem é que depende de cada pessoa.

Umas sentem mais disposição logo que acordam, e outras depois de um dia cansativo do trabalho (como eu!), em uma forma de aliviar o stress.

Porém o personal afirma que cada período do dia oferece prós e contras que devem ser levados em conta na hora de escolher o melhor horário para fazer exercícios.

A recomendação é pesar na balança os resultados que são mais importantes para você e os contras que você pode relevar, assim é mais fácil escolher o melhor horário para malhar. Vamos lá:

Primeiro Período – Ao acordar

ImagemO comecinho do dia oferece o benefício de acelerar o metabolismo, fazendo com que o organismo acorde mais rápido. Outro ponto positivo é o fato de o café da manhã ser a refeição mais importante do dia, por isso supõe-se que você vá se alimentar de forma correta. Assim você evita enjoos, tonturas e fraquezas. Lembre-se: se a pessoa não tomar um café da manhã reforçado, as chances dos problemas aparecerem, como hipoglicemia, aumentam consideravelmente. Sem falar do treino que pode ir por água abaixo!

Marcio explica que uma refeição balanceada precisa conter alimentos dos principais diversificados. Isso quer dizer que o tradicional cafezinho com pão de queijo é uma refeição pobre, não oferece um terço das vitaminas necessárias. A forma certa é investir em proteína, fibras, carboidrato e gordura.

Segundo período – Após o almoço ou fim de tarde

A potência física recebe incentivos maiores nesse horário por conta de vários fatores metabólicos. Como por exemplo, as taxas de insulina e de cortisol, hormônio liberado após momentos de estresse comuns num dia de temperatura do corpo também devem ser considerados. Isso porque a temperatura chega a níveis mais altos no horário que antecede a noite, ou seja, no fim da tarde e no começo da noite.ImagemSegundo o personal, esse período em que na maioria dos casos, é fim de expediente, é considerado o melhor horário para praticar exercícios de musculação.

Essa é uma das vantagens do treino vespertino, as séries anaeróbicas. Já os aeróbicos, geralmente procurados por quem deseja emagrecer como corridas na esteira ou ao ar livre e ciclismo, não rendem muito aqui. “Ao contrário do que muitos pensam, a musculação não ajuda só a ganhar massa muscular, também pode ser uma grande aliada no emagrecimento. Já que para que o aumento de massa magra ocorra, é preciso que o corpo gaste mais energia”, explica o profissional.

Além disso, estudos comprovam a eficiência de exercícios físicos praticados no período da tarde com relação a uma boa noite de sono, livre de insônia e também com a otimização do ritmo cardíaco!!!

Terceiro Período – à noite

Quem sofre com insônia pode recorrer às atividades físicas para garantir uma noite de sono tranquila e sem interrupções. A malhação está inclusa entre as receitas médicas para combater a falta de sono. Se for o seu caso, invista em uma caminhada, uma corrida ou qualquer outra atividade de sua preferência horas antes de dormir.

Dessa maneira, certamente os bons resultados logo começarão a aparecer. E o melhor, além de exercícios ajudarem a manter o corpo em dia, melhora a saúde física, mental e ainda pode te ajudar a dormir melhor sem precisar recorrer a remédios.

O efeito contrário também pode acontecer quando você optar por fazer atividades físicas muito tarde. Se atente a esse detalhe importante, já que começar a se exercitar algumas horas mais tarde pode mandar o seu sono embora. Por isso siga a orientação do personal das estrelas e evite exercícios físicos muito próximos ao horário que você costuma ir para a cama. Isso acontece porque a atividade física é responsável por liberar uma quantidade considerável de endorfina, aquela sensação boa que a gente adora que acelera o coração e causa euforia.

É recomendável fazer um teste para saber como vai funcionar com você e como seu organismo vai reagir. De duas uma, ou você vai dormir rapidinho depois de um treino extenso que causa um grande cansaço. Ou não vai conseguir dormir rápido e pode correr o risco de rolar horas na cama por conta da agitação causada pela endorfina.

Quantas horas são necessárias entre a malhação e a hora do sono? O ideal é reservar de duas a três horas, esse é o tempo que o nosso organismo pode levar para desacelerar totalmente.

Yoga nas práticas noturnas: ultimamente o estresse tem tomado dominado uma grande parte da população, os motivos são os mais diversos (o trabalho ou a falta dele, problemas financeiros, problemas de relacionamento, muitas tarefas acumuladas entre milhares motivos) e yoga aparece como uma solução que traz equilíbrio emocional e físico, além de ajudar a reduzir os níveis de cortisol no organismo. Com a diminuição desse hormônio, consequentemente a ansiedade também diminui.

Imagem

Uma pesquisa realizada na Universidade de Harvard provou que a prática de ioga está diretamente relacionada com minimização com os picos de ansiedade, por conta disso, a hora do sono se torna muito mais agradável e o sono aparece de forma natural.
Bem diferente do que acontece na hora do café da manhã, um dos maiores pontos negativos da prática de exercícios no período noturno, é a demora na recuperação do organismo que está diretamente ligada a uma alimentação inadequada. Isso acontece por que nesse horário, o corpo precisa de uma maior quantidade de insulina para a mesma quantidade de carboidrato, essa proporção comparada a uma refeição feita na hora do almoço, por exemplo.

À noite o risco de acúmulo de gordura é muito maior do que em outros períodos do dia. Por isso, Marcio recomenda dosar tanto a quantidade, quanto a qualidade dos alimentos a serem consumidos com intenção de repor as energias perdidas nos exercícios. As escolhas assertivas devem ser feitas a partir de alimentos saudáveis, dessa maneira, você evita o acúmulo de energia em forma de gordura. Afinal, o objetivo é perder peso ou até mesmo manter a forma e não engordar ainda mais.

É importante ressaltar que não é preciso escolher entre um dos três horário e seguir a escolha todos os dias. Nem sempre a programação do dia a dia acontece da forma como imaginamos ou a agenda bate com os horários reservados para a malhação. Portanto se você não consegue um horário fixo para isso, não se preocupe, pois não a problema algum em variar os horários. De acordo com o personal de Sabrina Sato, a variação de horários não vai interferir no rendimento do seu treino.

Agora analise qual dos períodos do dia oferecem mais benefícios para você e comece a praticar hoje mesmo!

Mas nada de acabar de comer e sair correndo por aí, dessa forma seu único resultado será o enjoo e o refluxo.

Administre seu tempo para conseguir um intervalo entre tomar café da manhã e ir para academia, já que o corpo precisa de tempo para converter os alimentos em energia.

Uma hora é o tempo em que o corpo leva para realizar esse processo, considerando refeições leves como essa. No caso do almoço, cheio de alimentos mais pesados, carnes arroz, feijão e acompanhamentos, a indicação é de no mínimo duas horas de intervalo antes de começar a malhar.Imagem

Fonte: Patricinha Esperta

Texto adaptado/modificado

Enjoy it *

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s